Empreender – Como começar seu próprio negócio e continuar em seu trabalho formal

Os tempos estão difíceis – preços altos e desemprego representam a realidade atual. Nesse contexto, muitas pessoas sentem desejo de se tornarem donas de seus próprios negócios, porém não querem sair de seus empregos formais, seja para não correr riscos no início de seu negócio, seja porque gostam do seu trabalho. Se você se encaixa nesse perfil, e está pensando na possibilidade de abrir seu próprio negócio sem deixar seu atual emprego, aprenda a analisar sua ideia para ver se ela pode ser viável:

Sua ideia resolverá o problema de alguém?

Quando pensamos em grandes e bem sucedidas indústrias, verificamos que elas têm algo em comum: seus criadores identificaram um problema e providenciaram uma solução. Especialmente hoje em dia, as pessoas compram aquilo que eliminará algum problema ou facilitará seu dia a dia.

Caso você não esteja pensando em algo novo, e quer oferecer um serviço ou produto já existente, é essencial que você ofereça algo no mínimo com a mesma qualidade e custo-benefício de outros produtos no mercado;

Você está apaixonado pela ideia?

Você está totalmente engajado neste empreendimento? Lembre-se que você será o que venderá e divulgará seu empreendimento. A maior parte de seu tempo livre será em benefício de seu negócio, portanto, a menos que você esteja realmente apaixonado por sua ideia e disposto a gastar tempo e esforço por ela, não a leve adiante.

A procura por esse serviço ou produto é grande?

Verifique se o mercado é grande o suficiente para sustentar seu empreendimento. É necessário que haja muita procura pelo produto, para que o negócio possa sustentar-se. Se seu produto ou serviço atende apenas a um pequeno grupo de pessoas, verifique se este grupo é suficiente para sustentar o empreendimento.

  • Você já testou o produto?

É você quem primeiramente deverá testar seu produto ou serviço. Você não poderá vender algo que não funcione, ou prestar um serviço sobre o qual não esteja preparado. Antes de iniciar, utilize seu produto várias vezes até ter certeza de que o mesmo funciona, verifique possíveis falhas e saiba como lidará com elas.

 Dicas para abrir seu negócio

Após fazer essa análise, se ainda tem o desejo de abrir seu negócio paralelo, siga as dicas abaixo para fazer seu empreendimento deslanchar:

  • Estabeleça seu plano e seus objetivos

É fundamental desenvolver um plano de negócios com os objetivos e prazos. Caso você queira transformar seu próprio negócio paralelo em seu único trabalho a longo prazo, estabeleça quando você fará essa transição. Crie um plano com objetivos anuais, mensais e semanais, e verifique-os no decorrer do caminho. Por outro lado, caso você não tenha intenção de deixar seu emprego, decida quanto tempo você irá dispor para seu empreendimento diária e semanalmente, e siga esse planejamento à risca.

  • Coloque a documentação em ordem

Antes de iniciar seu negócio, verifique qual é a documentação exigida para abri-lo. No caso de prestação de serviços ou produtos, é necessário verificar as licenças que precisará, os aparelhos de segurança, entre outros itens.

  • Estabeleça limites

É essencial estabelecer limites com relação a seus clientes. Determine seus horários, para que sua rotina em seu trabalho formal não seja prejudicada.

  • Faça um orçamento

Para qualquer negócio que você abrir, haverá gastos. Como parte de seu planejamento, faça uma lista das despesas que terá e calcule também os gastos aparentemente irrisórios. Determine o quanto você gastará para a abertura do negócio sob todos os aspectos e como você pagará essas despesas. Caso você utilize parte de seu salário para pagar custos, cheque se você conseguirá pagar suas despesas pessoais e as de seu empreendimento. Caso opte por um empréstimo, verifique criteriosamente as taxas de juros, como poderá pagar esse montante e em quanto tempo.

  • Capte seus clientes

Converse com amigos e familiares a respeito de sua ideia. Peça para eles comentarem com outras pessoas, para conseguir potenciais clientes. Verifique a aceitação das pessoas que conhece com relação ao seu produto ou serviço.

Concluindo, do jeito como está a economia, pense na possibilidade de agregar mais de um produto ou serviço ao seu empreendimento, pois essa pode ser uma tática útil, melhor do que investir muito dinheiro em um item apenas. Não se esqueça de conceber seu plano e cumpri-lo inteiramente, para evitar dissabores futuros, e lembre-se que é fundamental ter um fluxo de caixa, para eventuais contratempos, como a demissão de um funcionário, por exemplo.


Com o plano completo, a escolha cuidadosa do produto ou serviço e a consciência de haver público para seu empreendimento, resta apenas arregaçar as mangas e trabalhar!

Os comentários estão fechados.