O que preciso saber para montar um plano de negócios?

Você sabia que o plano de negócios é uma indispensável ferramenta de gestão? Não é só quem deseja abrir uma empresa que deve elaborá-lo, mas também quem já empreende e quer criar um serviço ou produtos novo, ou uma nova área da empresa.

Mas, o que eu preciso saber para montar um plano de negócios?

Se você conhece bem sua própria empresa já tem meio caminho andado. O documento é composto por 8 etapas que incluem: planos financeiro, operacional e de marketing, análises mercadológica, estratégica e do próprio plano de negócios, além de construção de cenários e sumário executivo. Vamos agora conhecer cada uma dessas etapas.

Etapas de um plano de negócios

1 – Sumário Executivo

É um resumo atraente do plano de negócios. Ele apresenta o que é a empresa, os produtos oferecidos, o target e o modelo de negócios. Nele é informado também como nasceu a ideia da empresa, o tipo de sociedade existente, o enquadramento tributário e de onde provêm os recursos, etc. Uma dica importante é: escreva o sumário executivo por último por ser um raio-x do plano de negócios. 500 palavras são suficientes, ou seja, não precisa passar de duas páginas.

2– Análise de Mercado

É um estudo aprofundado do público-alvo, concorrência e fornecedores. Pesquisas de mercado (quantitativas e qualitativas), dados e avaliações de cases do ramo são fundamentais. O objetivo é descobrir se seu produto é realmente competitivo, se a empresa pode ter um melhor posicionamento no mercado e revelar diferenciais através da comparação com a concorrência e com a análise do comportamento do consumidor. Se ainda for preciso aprimorar algo, é necessário informar o quê, como e os resultados pretendidos.

3 – Plano de Marketing

Nessa etapa você irá mostrar como conquista seus clientes e como é sua comunicação com eles. Estratégias de publicidade, marketing, comunicação, promoções, relacionamento são detalhadas. Como você pretende alavancar suas vendas e aquecer a demanda? De que forma seu produto é comercializado? Como é a logística do seu empreendimento?  E as políticas de preço? Quais as projeções de venda? São respostas que precisam estar contidas no plano de marketing.

4– Plano Operacional

Como funciona, na prática, sua empresa? Nessa etapa você irá apresentar o layout da matriz e filiais e explicar tudo relacionado ao arranjo físico (como é a distribuição dos setores, etc.). Além disso, é informado como são os processos operacionais, a capacidade produtiva e se há necessidade de contratar mais pessoal e adquirir mais materiais na sua empresa.

5 –Plano Financeiro

Nessa etapa são analisados os custos, investimentos, demonstrativos de resultados e indicadores de viabilidade do seu negócio. Qual o valor do investimento inicial? Quais os custos fixos operacionais? A projeção de fluxo de caixa, dos balanços e resultados também são informados. Na prática, é preciso deixar claro o quanto é preciso desembolsar para abrir o negócio, quais as estimativas de gastos e lucros previstos. Além disso, também é importante informar sobre pagamento de despesas, financiamentos, capital de giro, custos com pessoal e recursos materiais, etc.

6- Construção de Cenários

É uma espécie de projeção de receitas e despesas levando em consideração fases de aumento e queda de demanda. Ou seja, é simulado um balanço com três hipóteses: cenário otimista, pessimista e provável. O objetivo é que através dessas simulações sejam informadas as ações corretivas e preventivas.

7 – Avaliação Estratégica

Nessa etapa são definidas as metas, objetivos, a situação atual e os rumos do empreendimento. Isso é feito através da análise da matriz de SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats). Em outras palavras, são analisados os pontos fortes e fracos e as oportunidades e ameaças em relação ao negócio.

8 –Avaliação do plano de negócios

Depois que o plano de negócios estiver pronto é preciso analisar a viabilidade do empreendimento. Vale mesmo a pena abrir (ou manter  e/ou ampliar) seu negócio? Para chegar a essa importante conclusão é só avaliar profundamente o planejamento estratégico, mercadológico, operacional, financeiro, etc. Também é fundamental fazer o máximo de simulações possíveis para continuar definindo ações de preventivas e corretivas (como na construção de cenários) e monitorar constantemente os pontos fracos, fortes, as oportunidades e ameaças (como na avaliação estratégica).

Você está planejando elaborar um plano de negócios?

Então aí vai uma super dica para torná-lo mais prático. A plataforma online Meu Plano de Negócios informa cálculos e referências de forma simples, transparente e segura. O usuário só insere os dados e realiza análises. Gostou? É só de cadastrar gratuitamente em  http://www.meuplanodenegocios.com.br/

Os comentários estão fechados.